CALIFÓRNIA

O Nego News

O que muda com a reabertura da Califórnia

2 Mins de leitura

O Estado da Califórnia celebra nesta terça (15) a tão aguardada reabertura. Após o relaxamento de algumas restrições, conforme a vacinação avançava e os casos diminuíam, as cidades californianas se preparam para voltar ao ritmo normal. 

A partir de 15 de junho, não será mais necessária a exigência de distanciamento físico ou a redução da capacidade total dos estabelecimentos. O uso de máscaras também passa a ser facultativo para quem está completamente vacinado. 

As máscaras continuam obrigatórias (para todos) em outras situações, como:

  • No transporte público (exemplos: aviões, navios, balsas, trens, metrôs, ônibus, táxis e caronas); em centros de transporte (exemplos: aeroporto, terminal de ônibus, marinas, estação ferroviária, porto marítimo ou outro porto, estação de metrô ou qualquer outra área que forneça transporte)
  • Em escolas K-12, creches e outros ambientes juvenis. (Observação: isso pode mudar conforme orientações atualizadas das escolas K-12 sejam fornecidas pelo CDC.)
  • Ambientes de saúde, que incluem instalações de cuidados de longa duração
  • Instalações correcionais e centros de detenção estaduais e locais
  • Abrigos para sem-teto, abrigos de emergência e centros de resfriamento

Pessoas não vacinadas devem continuar a usar máscaras em locais fechados, como restaurantes, cinemas e supermercados, segundo o secretário de Saúde e Serviços Humanos da Califórnia, Dr. Mark Ghaly.

A apresentação de comprovação de vacina é opcional para os estabelecimentos, podendo exigir ou não que os clientes estejam vacinados para permitir que possam ficar sem máscaras. Assim como podem exigir o uso de máscara para todos os clientes, sejam vacinados ou não. 

Porém, para shows, convenções e esportes ainda têm algumas restrições. A comprovação de vacinação é necessária para os participantes de eventos internos com 5.000 pessoas ou mais, e é recomendada para eventos externos com mais de 10.000 participantes.

As novas medidas também mudam os padrões de segurança para viagem. É recomendado pela CDC que os americanos adiem viagens até estarem completamente imunizados. Por enquanto, o cenário de viagens está assim:

  • Viagens domésticas (para residentes): pessoas totalmente vacinadas podem viajar com segurança dentro dos Estados Unidos.
  • Viagens internacionais: como a situação do COVID-19 varia de país para país, os viajantes precisam ficar atentos às condições do coronavírus em seu destino antes de embarcar em um avião.

Para brasileiros que queiram viajar para a Califórnia, fica vigente a regra nacional, que pede comprovação de pelo menos 15 dias fora do Brasil para entrar nos EUA. Após esse período, fica vigente a regra estadual de viagem. 

Cada condado tem a liberdade de aumentar ou restringir a reabertura do comércio e outros estabelecimentos. 

Para algumas atrações, com os parques de diversões, as regras vão conforme o condado e medidas internas da empresa. Na Disneyland, por exemplo, visitantes de fora do estado serão bem-vindos ao parque a partir de 15 de junho, mas ainda é necessário fazer reserva. Máscaras não são exigidas no parque para visitantes totalmente vacinados, mas serão obrigatórias nos transportes do estacionamento. Além disso, os hóspedes poderão “autodeterminar” o distanciamento social.

Foto: Elliott Cowand Jr/Shutterstock.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *