CALIFÓRNIA

O Nego NewsParquesPlanejamento

As mudanças na Disney Califórnia

3 Mins de leitura
disneyland

2020 não foi um ano fácil para a Walt Disney Company. Com restrições e parques fechados devido à pandemia de COVID-19, a empresa se viu sem uma de suas maiores fontes de renda anual.

Para exemplificar, a divisão de parques da Disney liderada por Josh D’Amaro perdeu 2,4 bilhões de dólares só no último trimestre de 2020.

Mesmo após a reabertura das unidades de Orlando, o número de visitantes diminuiu drasticamente devido às restrições de lotação.

Na Califórnia a situação é ainda mais complicada, com todos os parques e hotéis fechados, sem nenhuma indicação do governo de quando poderão reabrir.

Com mudanças significativas no faturamento, os empresários resolveram tomar medidas para tentar diminuir o prejuízo. 

A primeira mudança veio com o cancelamento do plano de passe anual para residentes na Califórnia.

Quando os parques foram fechados, deram a opção de receber um reembolso pelo tempo inativo ou adicionar o número de dias com parques fechados ao plano dos passholders.

Com o cancelamento do benefício, todos irão receber o reembolso, independente da escolha feita no ano passado.

O presidente do Disneyland Resort, Ken Potrock afirmou que estão atualmente desenvolvendo um novo projeto de passe anual com mais opções de escolha, flexibilidade e valor.

Outra medida surpreendente é a possibilidade de mudança do escritório da Walt Disney Company da Califórnia para a Flórida.

Existem especulações sobre o motivo, mas tudo indica que seria devido ao custo e da cooperação com o governo, que é mais simples e direta na Flórida. 

A divisão de parques é a mais esperada para mudar de casa, pois o mercado de parques temáticos é mais rentável na Flórida, mais especificamente em Orlando.

Reprodução: Derek Lee/Disneyland Resort

O que essas mudanças significam para os parques da Califórnia?

Após saber de todas essas medidas, pode ficar a impressão de que os parques da Disneyland Califórnia estão “deixados de lado”, ou que um fechamento oficial é iminente. 

Entretanto, essas são preocupações infundadas. Ao mesmo tempo, em que mudanças são implementadas, os parques passam por reformulações e novas atrações são construídas.

Um bom exemplo é o novo simulador do Homem-Aranha, ou até mesmo o Avengers Campus, nova área do Disney Califórnia Adventure. 

Outro motivo importante para manter os parques da Disney Califórnia abertos é a dependência econômica que Anaheim, lar do complexo, tem nos empreendimentos da empresa.

Daniella Drumond mora na Califórnia e tem visto de perto os efeitos do fechamento temporário da Disney na região. “O comércio em Anaheim está mais devagar, porque o comércio de lá era mais voltado ao turista. Muitos restaurantes fecharam”, conta. 

Daniella também explicou que uma grande parte de Anaheim gira em torno da Disney, “a cidade foi desenvolvida em torno dos parques. O comércio foi feito para atender o turista. O parque foi construído, por isso a cidade se desenvolveu e ficou conhecida. Então, sem turismo só sobram os locais, e muitos dos locais estão sem emprego pela falta do turismo”.

Outra preocupação dos moradores da região é que houve uma mudança no comportamento do consumidor devido à facilidade de comprar online.

As lojas têm pouca variedade de produtos, além de preços mais altos do que os da Amazon. Por isso, acabam sendo opção apenas para compras de emergência.

Dessa forma, fica difícil para o comércio local disputar com as vendas online e conseguir retorno suficiente para manter os funcionários e o aluguel. 

A esperança é que após a reabertura dos parques, o turismo seja reacendido na região e o movimento aumente gradualmente até voltar ao normal.

Por todas essas razões, um fechamento da Disney Califórnia não é esperado. As mudanças são apenas uma fase que passará logo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *